Segurança

Meu bebê caiu no chão! Preciso levar no Pediatra?

11/10/2018 17h24

Que tal conversarmos mais um pouco sobre segurança? O texto sobre andadores foi bem polêmico...

Primeiramente que acham de falarmos em prevenção? Listamos abaixo algumas dicas:
* Escadas, sacadas e lajes não são locais seguros para brincar;
* Usem portões de segurança e redes de proteção;
* Não coloquem móveis perto de janelas;
* Usem tapetes anti derrapantes;
* Nunca deixem um bebê sozinho em locais altos (mesa, trocador);
* Não usem o andador...
* Usem equipamentos de proteção em esportes mais radicais;
* Verifiquem a manutenção de brinquedos em parques.

Ok. Tudo entendido. Mas o anjo da guarda desses pequenos peraltas às vezes cochila... Levar ao Pediatra após toda queda?

Primeiro: você viu a queda? Sabe como foi? Ou apenas ouviu o choro? É importante saber como foi o mecanismo do trauma; como caiu; onde bateu e o que bateu. Examine. Tente descobrir onde estão os "dodóis". Tente manter a calma (fácil falar) e fazer de tudo uma brincadeira. Se após isso tudo parece que seu bebê está pedindo "de novo" (lembram do Baby da Família Dinossauro?); então vocês podem ficar em casa e observar como tudo vai evoluir.
Importante seguir a "intuição de mãe". Leve ao serviço de urgência se tiver qualquer dúvida!

Listamos abaixo algumas situações que exigem avaliação médica:

* Queda em menores de 3 meses;
* Queda de altura de mais de 1 metro;
* Queda de mais de 4 degraus;
* Acidente automobilístico ou bicicleta sem proteção;
* Convulsão;
* Desmaio;
* Sangramento que não para espontaneamente após compressão com um pano limpo ou corte evidentemente profundo;
* Sinais de qualquer fratura ou sinal de dor ao apoiar algum membro;
* Vômitos seguidos e sonolência maior que o normal;
* Mudanças no comportamento ou dificuldade no andar, engatinhar, enxergar ou até falar;
* Choro inconsolável;

Após a queda seu pequeno acidentado quer dormir? O que fazer? Sem duvida que é muito melhor avaliar e observar uma criança acordada nessas situações. Mas nem sempre será possível. Tente mantê-lo acordado pelo menos uma hora após um trauma na cabeça. Depois desse prazo pode deixá-lo dormir mas acompanhe seu sono. Estimule. Tente acorda-lo após algumas horas. Durma com ele se for tranquilizar você.

Com relação ao "galo", a aplicação de gelo envolto em um pano limpo ajuda a diminuir seu tamanho.
Se necessário e autorizado pelo seu pediatra de confiança um analgésico pode ser oferecido.

As primeiras 12 horas são essenciais na observação. Mas algumas complicações podem ocorrer até 72 horas após o trauma; portanto, mantenha seu bebê sob atenção e supervisão nesse período. Entre em contato com seu pediatra se tiver qualquer dúvida. Será um prazer orientar a fim de evitar uma ida desnecessária ao hospital. Ok? Um grande abraço e até a próxima!