Alimentação

Saiba como introduzir os primeiros alimentos sólidos na dieta do seu bebê

11/10/2018 17h19

Você leu tudo o que encontrou por aí sobre bebês, ouviu os conselhos das amigas e os palpites dos familiares - todo mundo guarda uma dica especial para presentear as mães de primeira viagem. No entanto, em vez de ajudar, tanta informação acabou gerando ainda mais dúvidas. A alimentação da criança, por exemplo, é uma delas. Sabe-se que por volta dos 6 meses é chegada a hora de o pequeno provar os primeiros alimentos sólidos - sem deixar de lado as mamadas, claro. A verdade é que ninguém explica direito como fazer, por onde começar e o que evitar.

Confira abaixo algumas dicas:
Comece pelas frutas: A primeira novidade no menu do pequeno são as frutas, que devem ser servidas, inicialmente, amassadas ou raspadas e em quantidade adequada à criança. O ideal é dar a mesma fruta por uns dois dias, observar e, aí sim, oferecer outra. Dessa maneira, a criança também aprende a diferenciar os sabores, cheiros e texturas. Já os sucos de frutas não são tão recomendados por uma série de motivos, como o fato de não estimularem a interação da criança com o alimento e nem a mastigação, por exemplo.

Aviso: procure respeitar a vontade e o apetite do pequeno. Não insista mais de três vezes se ele virar o rosto e deixe que ele interaja com os alimentos. Lambuzar a roupa e tudo o que estiver em volta faz parte desse período de iniciação à vida de gourmet. Lembre-se: oferecer sempre, forçar nunca!!

Dicas para as refeições principais (almoço e jantar): Amasse com o garfo e ofereça à criança. Não bata no liquidificador, para que os alimentos não percam as fibras, além de desestimular a mastigação. Lembrete: logo após as refeições evite oferecer fórmulas lácteas, pois podem prejudicar a absorção do ferro de alimentos como a carne. Economize tempo: Cozinhe cerca de quatro porções de uma só vez. É só congelar e você terá comida para a semana inteira. Para armazenar, não se esqueça de ferver o recipiente - inclusive a tampa e a colher que será usada. Coloque o alimento até a boca do pote, para que não entre ar. Use uma bacia de gelo para resfriar e depois congele. Finalmente: Aproveite essa fase! Sem stress ou neuras!! A aceitação alimentar é algo natural. Respeite sempre o apetite, aceitação, rejeição. Faça de tudo uma grande brincadeira!! Essa transição será muito mais prazerosa para todos!! Um grande abraço e até a próxima!!